sexta-feira, 17 de maio de 2013

Nota

Amados estamos sem muita atualização no blog devido estarmos fazendo modificações no mesmo, aguarde tem muitas novidades vindo por ai!!!!

quinta-feira, 17 de janeiro de 2013

Você tem amigos?



João 15.13-16
Uma ilha é um ponto isolado de tudo. Ninguém pode ser uma ilha. Precisamos nos relacionar com as pessoas como o oceano que molha ao mesmo tempo diversos lugares.
Você tem amigos? Quantos?
Todos têm necessidade de se relacionar com as pessoas e as especiais chamamos de amigos.
Jesus viveu em nosso meio e também teve amigos. Eram12 homens chamados discípulos. Discípulos são seguidores, pessoas amigas que caminham juntas. Eles comiam juntos, oravam cantavam e enquanto andavam pelas ruas aprendiam a palavra de Deus conversando.
Dentre os doze três eram mais chegados a Jesus, Pedro, Tiago e João eram os que mais andavam com o Mestre. João tinha o costume de abraçar Jesus e encostar a cabeça no coração dEle. Pedro era falante e agitado por isso as vezes se precipitava e era corrigido.
Judas Iscriotes a quem Jesus deu o pão especial molhado que era seu amigo e sabia que era traidor e não amigo verdadeiro. Lázaro também era amigo de Jesus e até chorou por ele.
Da mesma forma que Jesus, temos vários tipos de amigos. Como Abraão podemos ser amigos de Deus (Tg 2.23).

Você considera o Senhor seu amigo?

Gostaria de ser amigo de Jesus? Como?

Jesus disse que nós somos amigos dele e nós já sabemos que Ele é nosso melhor AMIGO.
Vejamos com é a amizade de Jesus para conosco e como nós devemos corresponder como amigos:

1- A maior prova de amizade: v.13
Jesus deu a sua vida por nós e não há nada maior do que isto (João 3.16). Quando somos amigos de uma pessoa não enjoamos de conversar, não acaba o assunto, deixamos de fazer as coisas de nosso interesse para estar junto e aprendemos a respeitar as diferenças de opinião e até ceder à vontade do próximo.
Você pode ter grandes amizades, mas um só morreu por você que foi Jesus o verdadeiro amigo!

2- A nossa resposta de amor é fazer a vontade de Deus: v.14
Mostramos a Jesus a nossa amizade quando obedecemos a sua Palavra. Somos influenciados pelos nossos amigos e quando não gostamos de uma certa coisa ou lugar, aprendemos a gostar por causa do amigo.
Por causa do amor nós aprendemos a obedecer a Jesus com prazer. Jesus também faz a nossa vontade quando oramos em seu nome (v.16c e Salmos 37.5).

3- Um relacionamento confiável: v.15
Muitas pessoas pensam que Deus é um ‘SENHOR’ longe de nós e nos considera como míseros servos. Mas não, nós somos livres. Ele confiou em nós e podemos confiar nele porque é nosso amigo e está próximo de nós.
Para uma pessoa que consideramos amigo de verdade não temos segredos. Assim também podemos contar tudo para Jesus. Ele nos confiou a Sua palavra, suas promessas, seus mistérios e mandamentos e nós podemos contar para Ele nossos pecados e frustrações.

4- Somos escolhidos para dar frutos: v.16
Não fomos nós que escolhemos a Jesus mas Ele quem nos escolheu para dar frutos de amor... (Gálatas 5.22,23) todos gostamos de pessoas que têm estas qualidades. Por isso através da amizade podemos falar de Jesus.

Quando Jesus subiu ao céu e se despediu de seus amigos suas últimas palavras foram “ide e fazei discípulos (amigos)... e eis que estou convosco todos os dias até a consumação dos séculos” (Mateus 18.18 e 20).
A amizade do mundo é passageira (Tiago 4.4), mas quando a amizade tem Jesus ela é eterna. Por isso a estratégia de Jesus para ganhar vidas foi à amizade através do discipulado e nos mandou levar nosso amigo até ele.
Já levou um amigo para conhecer o melhor amigo que é Cristo?
A prova de amizade que Jesus nos deu foi sua própria vida e a maior resposta e presente que podemos retribuir é também dar a nossa vida para Ele.
Se você não conhece este amigo saiba que Ele está aqui e pode conhecê-lo.

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Árvore plantada junto a um ribeiro


Lemos em Salmos 1:3 que o salmista nos compara com uma árvore plantada junto a um ribeiro que da seu fruto no tempo certo, mas me pergunto porque o salmista me comparou com um árvore? É simples de responder imagine comigo, você num caminho e nesse caminho você se deparar com uma árvore e nessa árvore tem frutos e você estiver com muita fome, o que você faria?
Com certeza você pegaria algum pedaço de madeira e tentaria pegar batendo nela, ou pegaria uma pedra e jogaria nela, ate que o fruto caísse no chão para assim você comer e acabar com sua fome.
Mas agora imagine você passando nesse mesmo caminho e se depara com outra árvore que seu fruto esta feio e ela esta quase que se secando, você tentaria pegar esse fruto? Não, você nem perderia seu tempo para pegar aqueles frutos, ate porque ele não chamaria sua atenção.
Nos somos como uma árvore e temos muitos frutos, isso significa que estamos crescendo e nosso fruto esta muito bonito, mas quando olhamos nossos frutos e nos orgulhamos deles sentimos algumas pedradas e pauladas e não sabemos o porque e nem de onde vem as pedradas e as pauladas.
Mas quando tomamos essas pedradas e essas pauladas temos que nos alegrarmos porque significa que nosso fruto esta bonito e esta chamando a atenção de todos, pois uma árvore que tem água e terra fresca tem o alimento necessário para se alimentar, quer dizer que quando estamos em um lugar que temos o alimento espiritual necessário para nossas vidas nosso fruto começa a crescer e chamar a atenção das pessoas.
Quando isso acontece vamos levar pauladas e pedradas, porque o maior sonho do nosso inimigo é nos derrubar e acabar com nossos frutos, agora quando você não quer levar pauladas e pedradas significa que você quer ser aquela árvore que tem um fruto ruim que ninguém quer chegar perto.
Agora te faço outra pergunta qual árvore você quer ser uma árvore que tem bons frutos ou uma árvore que tem maus frutos?
Seja uma árvore que tenha muitos frutos e esqueça das pauladas e pedradas que vão te dar o mais importante é que você esta plantada a beira do ribeiro, você nunca vai secar e seus frutos nunca vão se acabar.



quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Nossa escolha



Porque para mim o viver é Cristo, e o morrer é ganho. Mas, se o viver na carne me der fruto da minha obra, não sei, então, o que deva escolher. Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Cristo, porque isto é ainda muito melhor. Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne. E, tendo esta confiança, sei que ficarei e permanecerei com todos vós para pro­veito vosso e gozo da fé. FILIPENSES 1.21-25
Paulo está falando aqui a respeito da morte física. Natu­ralmente, o verdadeiro Paulo, seu homem interior, não iria morrer. Ao contrário, iria continuar vivo, quer partindo para estar com Cristo, quer permanecendo na carne.
O autor de Filipenses disse que ainda não havia feito a sua escolha. Ele disse: Mas de ambos os lados estou em aperto, tendo desejo de partir e estar com Cristo,porque isto e ainda muito melhor (Fp 1.23). Se Paulo tivesse meramente dito que seria melhor, isso já seria maravilhoso, mas ele disse que é muito melhor. Disse, no entanto: Mas julgo mais necessário, por amor de vós, ficar na carne (Fp 1.24). Se Paulo estivesse presente na carne, poderia ensinar a essas pessoas e ministrar-lhes a Palavra. Para elas, isso era mais necessário.
Note que é Paulo quem faz a escolha. Ele não disse: "Vou deixar o assunto por conta de Deus e, seja o que for que Deus escolher, aceitarei". Posto que Deus nos permitiu fazer esco­lhas, quando tiramos esse assunto das nossas mãos, acabamos por colocá-lo nas de Satanás, deixando que ele nos domine. Temos mais responsabilidades do que pensávamos quando se trata de decidir se viveremos ou morreremos!

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

O amor que devemos aprender, 1 Cor 13



Em João 3:16 a Bíblia nos mostra o tão grande amor do nosso Deus quando diz: "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o Seu Filho..."

Existe maior amor do que este? Encontramos também este amor expresso em I Coríntios 13:4-7 . Um casamento fundamentado no AMOR  pode sobreviver a qualquer tipo de tempestade, desencontros, desavenças, etc.

Se alicerçamos nosso casamento no AMOR de Deus, a palavra de Deus se torna realidade quando Ele diz: "o amor nunca acaba". Certamente este tipo de amor precisa ser aprendido e esta aprendizagem exige muito esforço e conhecimento.

Todos precisamos aprender a amar. Mas, para que um casamento seja feliz é necessário existir estes esse tipo de amor.

O amor que devemos aprender, 1 Cor 13

Em I Coríntios 13:4-7, a Bíblia nos fala sobre o amor. Ela diz que: "O amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal; não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta."

Em I Coríntios 13:4-7, Deus nos mostra as 15 características do amor que eu e você devemos expressar em nossas vidas:

1. A Bíblia nos diz primeiramente que o amor é SOFREDOR. Se tenho dentro de mim esta qualidade de amar alguém, então custo a ficar zangada, nunca levanto a voz ou perco a calma.

2. Em seguida, aprendemos que o amor é BENIGNO. Se tenho esta tão preciosa característica, então sou uma pessoa bondosa e criativa em pôr minha benignidade em prática. Procuro sempre elogiar em vez de criticar. Vejo sempre, na outra pessoa, algo positivo.

3. A Bíblia nos ensina também que o amor NÃO É INVEJOSO. Se possuo este tipo de amor, não fico com ciúmes quando a outra pessoa tem, por exemplo, um emprego melhor do que o meu; não fico insegura se a outra pessoa é mais capacitada ou mais atraente do que eu.

4. O amor NÃO TRATA COM LEVIANDADE. Se realmente amo, como digo, então não procuro ser o centro das atenções nas conversas, nem me gabo das minhas habilidades, fazendo com que meu noivo ou marido se sinta inferior ou deixado de lado.

5. A Bíblia continua dizendo que o amor NÃO SE ENSOBERBECE. Se tenho este tipo de amor, então não sou orgulhosa, nem arrogante diante da pessoa que amo. Não espero ser bajulada para fazer o que é de minha responsabilidade. Não procuro fama para mim mesma.

6. O amor NÃO SE PORTA COM INDECÊNCIA. Com esta outra característica do amor, não sou grosseira para com a pessoa que amo. Não sou sarcástica nem crítica. Procuro, cada vez mais, demonstrar meu amor com cortesia.

7. Na Palavra de Deus vemos também que o amor NÃO BUSCA OS SEUS INTERESSES. Este tipo de amor não é "auto-centralizado" mas "outro-centralizado". Não me centralizo nem focalizo em mim, mas sim naquele a quem amo, buscando seu bem eterno, suas necessidades reais-eternas. Estou sempre procurando descobrir os interesses dele. Não sou possessiva com aquela pessoa que amo, não vivo exigindo os meus direitos e querendo que faça a minha vontade.

8. Aprendemos ainda que o amor NÃO SE IRRITA. Se amo, não me exaspero, nem fico facilmente amargurada. Se amo não procuro ficar sempre na defensiva, nem sou super- sensível.

9. O amor NÃO SUSPEITA MAL. Se amo verdadeiramente, tenho que demonstrar que, de todo meu coração, confio em quem amo e tenho dentro de mim a capacidade de perdoar. Não procuro me vingar pagando o mal com o mal.

10. A Bíblia nos diz que o amor NÃO FOLGA COM A INJUSTIÇA. Com este amor na minha vida, nunca vou me regozijar quando a pessoa que amo falha, nem quando recebe a justa punição, muito menos quando recebe injustiça, seja ela pequena ou grande.

11. O amor FOLGA COM A VERDADE. Se é só a pessoa que amo que recebe o elogio ou recompensa que em parte também caberia a mim, eu assim mesmo me alegro.

12. Deus nos ensina que o amor TUDO SOFRE. Se amo, sou capaz de suportar qualquer tipo de provação ou angústia pelo bem daquele a quem amo.


13. O amor TUDO CRÊ. Com este amor, confio na pessoa que amo. Creio nela e no seu valor diante de Deus.

14. O amor TUDO ESPERA. Se estou realmente amando, creio que Deus está agindo na vida da pessoa que amo, trabalhando e moldando como o oleiro faz com o barro. Nunca desanimo.

15. O amor TUDO SUPORTA. Pela pessoa que amo sou capaz de tudo suportar. Não fico desanimada, nem triste.

Finalmente, podemos dizer que o AMOR ÁGAPE é aquele amor que se dá e se sacrifica pelo mais alto bem da outra pessoa. Tal sublime amor prático é completamente abnegado, ou seja, busca o que é melhor para aquele que ama. O AMOR ÁGAPE também é dedicado, ou seja, continua amando aconteça o que acontecer.

Um excelente treinamento para o casamento: "Mostre amor pelas pessoas da sua família. Lembre-se que você não tem que esperar até 'sentir' amor. Aja agora e procure amá-las.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...